10 janeiro, 2013

Onde anda a oposição?

Afinal, por onde andará a oposição ao governo?

Numa altura em que as manchetes da pasquinada divulgam as medidas dum relatório do FMI, em que os noticiários abrem com anúncios de mais malfeitorias a curto e médio prazo, em que até já há ministros a necessitar de informar que o absurdo relatório apenas contém sugestões e não decisões, a oposição parece ter-se eclipsado em declarações de circunstância!

Num relatório, onde se afirma que os "técnicos" muito beneficiaram dos encontros tidos com ministros e secretários de estado, será difícil retirar a estes protagonismo ou influência na análise efetuada.

Mas, entretanto, que faz a oposição?!

Em vez de estudar o relatório e desmontá-lo ponto por ponto, prefere retirar algumas citações e atirar com elas à turba para incendiar paixões mas sem uma única crítica séria e/ou tecnicamente bem elaborada!

Sobram os franco-atiradores, alguns jornalistas e pouco mais para ir desmontando mais uma monumental encenação que os artífices da popaganda governativa deitaram cá para fora.

Daqui a uns dias veremos o que é que o Coelho tem escondido dentro da lura,

Aguardemos

2 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Oposição? O Seguro limita-se a repetir a cassette habitual e quanto ao BE e o PCP, infelizmente ninguém lhes liga. Não sei o que o boca de brioche tem escondido na lura, mas tenho esperança que, antes de puxar desse trunfo, os atiradores sejam mais rápidos.

Teófilo M. disse...

A oposição está uma lástima preferindo o combate fratricida à união de esforços. Quanto ao PS de Seguro, é mau demais para ter futuro.